/home/cdljpublicidade/www/wp-content/themes/yaya/single.php

Novidades

Você está pronto para acelerar no momento de retomada da economia?

A pandemia do coronavírus está provocando não apenas uma das maiores crises na economia mundial, mas, principalmente, na saúde. Milhares de vidas estão se esvaindo por quase todos os países do mundo. Uma tragédia sem fronteiras.

Ok! Isto não é novidade para ninguém, você deve estar dizendo, afinal os jornais estampam manchetes alarmantes diariamente, os sites de notícias nos atualizam sobre o número de óbitos quase que instantaneamente.

Por isto mesmo, não estamos aqui para falar sobre o coronavírus, mas, sim, sobre o que você vai fazer depois que ele arrefecer, depois que o vírus perder força e sucumbir à ciência e à medicina. Você está pronto para acelerar no momento de retomada da economia?


Gestão de crise

Se tem uma coisa que o empreendedor brasileiro não tem medo é de crise. Empreender no Brasil é para os fortes e criativos. E, quando essa crise passar, quando o “ponto de virada” chegar, os que estiverem mais preparados vão dominar o mercado. Foi assim no passado e será assim agora.

Existem alguns pontos fundamentais que empresários, gestores e empreendedores precisam focar agora, para estarem preparados para este momento. Perder esse timing pode significar ser deixado para trás.

O primeiro deles, e um dos principais, é a chamada “Gestão de crise”. Saber reagir a fatos extraordinários, executando as medidas necessárias, mas mantendo-se capaz de recuperar os espaços deixados no momento da retomada será fundamental. Cortar equipe para reduzir custos pode ser tentador. Mas você pode perder talentos que, dificilmente, voltarão para jogar ao seu lado quando você mais precisar.

Outro ponto a se considerar é a manutenção dos clientes atuais. Saiba que estudos indicam que manter os atuais clientes é até 5 vezes mais barato do que atrair novos. Aprenda a criar estratégias urgentes de manutenção dos que estão na sua carteira, seja criativo na negociação, ofereça novas possibilidades de serviços sem que onerem os seus custos internos. O delivery, por exemplo, além de ser uma das palavras mais faladas atualmente, é uma das formas de você conquistar novos clientes. Se sua empresa ainda não fornece esta comodidade aos seus clientes, talvez seja a hora de pensar no caso. E, pode ter certeza, quase todo tipo de negócio pode oferecer este serviço.

O delivery é, inclusive, uma forma de aumentar sua carteira de clientes e, consequentemente, aumentar suas vendas. E isto vai refletir de maneira surpreendente no crescimento da sua empresa quando a crise passar e possibilitar um salto de crescimento na retomada.

Vendas online

Outra ação e estratégia de marketing a se pensar são as chamadas “vendas online” ou vendas pela internet. Assim como o delivery, este serviço é uma comodidade que muitos estão aprendendo a usar, muitos consumidores estão perdendo o medo de comprar de casa, ou do seu escritório, pelo computador, tablet ou celular.

Já não é novidade que as vendas online estão transformando o varejo brasileiro e mundial. O e-commerce cresce a cada dia e hoje é uma estratégia fundamental para qualquer marca que deseja ganhar força e visibilidade.

Só para se ter uma noção de como este tipo de vendas está crescendo no Brasil, em 2018 o e-commerce brasileiro registrou 123 milhões de pedidos e obteve um faturamento de R$ 53,2 bilhões e 58 milhões de clientes fizeram pelo menos uma compra pela internet, dados do  Webshoppers 39 – Ebit|Nielsen.

E, além de crescer em números, as vendas online estão também cada vez mais acessíveis a todos os tipos e tamanhos de empresários. Hoje em dia não é preciso nem de site para entrar no e-commerce. Com um perfil em uma das redes sociais já é possível realizar sua primeira venda online.

A conclusão que podemos chegar diante disto tudo é que o mundo, não apenas dos negócios, acaba de virar uma página. Nesse novo cenário que começa a ser desenhado, novos padrões de consumo estão surgindo e você precisa se adaptar rapidamente a eles caso queira crescer ou, no mínimo, caso deseje continuar no mercado. A hora é esta.

Acompanhe a Yayá nas redes sociais: Instagram | Facebook | LinkedIn