/home/cdljpublicidade/www/wp-content/themes/yaya/single.php

Novidades

O isolamento social e o novo normal

Isolamento social, home office e pandemia foram alguns dos termos que se tornaram comuns no vocabulário dos brasileiros nos últimos meses. O que ocasionou uma mudança no papel das marcas nesse contexto do novo normal.

Com a mudança brusca na sociedade causada pela pandemia do novo coronavírus, assistimos o nascimento de uma nova realidade. Desde então, muita coisa mudou: as reuniões viraram videoconferências, comprar pela internet está ainda mais comum e as saidinhas de fim de semana foram substituídas pelos mais diversos conteúdos transmitidos via lives. E enquanto assistimos o cenário mudar pela janela, novos comportamentos de consumo surgiram, o que demandou uma drástica mudança de postura das marcas.

De acordo com uma pesquisa realizada pela empresa de inteligência Kantar, a população espera diferentes posicionamentos das marcas, que vão desde servir como exemplo e agentes de mudança a realizar ações práticas que reduzam a ansiedade, entendendo as novas necessidades dos consumidores. A pesquisa, que foi realizada online com cerca de 500 brasileiros, revelou o papel que as organizações devem assumir neste momento na vida dos consumidores. 

Com isso, a população espera posicionamentos diferentes das marcas, fatos que também foram revelados pelo levantamento realizado pela empresa de inteligência. Para os brasileiros as marcas devem: sirvam de exemplo e guiem a mudança (25%); sejam práticas e realistas, ajudando consumidores no dia a dia (21%); ataquem a crise e demonstrem que ela pode ser derrotada (20%); usem o seu conteúdo para explicar e informar (18%); reduzam a ansiedade e entendam as necessidades dos consumidores (11%); sejam otimistas e pensem de formas não convencionais (3%).

Este foi o ponto abordado por Mauro Coelho, estrategista na Bunker, que participou de uma live promovida em nosso perfil lá no Instagram: @minhayaya. Na ocasião, Mauro apontou para o advento do “novo normal” e orientou sobre a necessidade de uma nova postura institucional. 

A imagem exibe Mauro Coelho, jovem sorrindo.
Mauro Coelho, estrategista na Bunker

“Nesse novo cenário, as marcas precisam entender que estão presentes na vida dos consumidores como agentes ativas da sociedade. Portanto, não adianta ficar parado esperando o tempo passar, enquanto o consumidor espera que sua empresa se envolva proativamente num momento como esse. A boa notícia é que quando a crise acabar o consumidor não esquecerá de quem esteve com ele, porém, muito cuidado: campanhas superficiais de marketing podem ser encaradas como oportunistas. É imprescindível que as marcas ajudem as pessoas a superarem essa nova rotina de restrições sociais sem perder de vista seu propósito, seus valores e sua personalidade”.

Um estudo divulgado recentemente chamado “Causas para observar em 2020”, desenvolvido pela Cause, destaca 5 temas para serem observados pelas empresas durante este momento de pandemia. Eles são: saúde, educação, desenvolvimento econômico sustentável, direitos humanos e valorização da ciência.

De acordo com a consultoria que desenvolveu o estudo, mais do que nunca, as marcas devem conectar-se às demandas da sociedade. Sendo assim, as marcas devem assumir papéis de autoria de ações e proatividade no ecossistema social onde estão inseridas, realizando a adaptação dos seus produtos e serviços às necessidades do seu consumidor.

E você? Como tem posicionado sua empresa durante esta pandemia? Conta pra gente quais são as suas dificuldades. Nós podemos ajudar! A Yayá Comunicação é especialista em Planejamento Estratégico e Posicionamento de Marcas. Entre em contato conosco através do e-mail contato@yaya.com.br e vamos conversar!