/home/cdljpublicidade/www/wp-content/themes/yaya/single.php

Novidades

Dia das Mães: a publicidade está no caminho certo?

Dizem que mãe é tudo igual, só muda o endereço. Pesquisas recentes indicam que estamos errados.

O Dia das Mães é uma das datas mais importantes do calendário comercial brasileiro. O poder é tanto que, de acordo com dados do Google, as pesquisas por “dia das mães” crescem muito mais rápido do que as de outras datas comemorativas, como Natal e Dia dos Namorados.

A celebração da maternidade também é sucesso de vendas e, em 2018, bateu recorde de desempenho em relação aos últimos cinco anos. Esse crescimento deve continuar em 2019.

Tanta relevância faz com que o Dia das Mães seja o queridinho do mercado publicitário. E justamente por isso, era pra a gente estar dominando a comunicação com as mães… Mas não é bem isso que está acontecendo.

Uma pesquisa recente realizada pelo Google indica que nenhuma marca de varejo consegue, de fato, se conectar com as mães e se apropriar de seu discurso nas comunicações. Isso acontece porque, na maioria das vezes, deixamos de escutar o próprio público – as mulheres – na hora de criar os conceitos que viram peças nas ruas.


Zeitgeist: a maternidade real em 2019

Entre 2015 e 2018, as buscas virtuais pelo tema Feminismo quase quadruplicaram.

Mulheres conscientes de seus direitos refletem mais sobre suas realidades e têm muito mais coragem de compartilhar suas verdades. É nesse contexto que a Maternidade Real, um olhar honesto sobre a dor e a delícia de ser mãe, vem à tona.

Assuntos como maternidade solo, puerpério, conciliação de tarefas domésticas e profissionais, redes de apoio e muitos outros ganharam as rodas de conversa.

O diálogo ainda está engatinhando. Quatro em cada 10 mães acham que é difícil criar um filho, mas apenas 1 em cada 5 se sente confortável em falar sobre as dificuldades da maternidade.



Adeus, estereótipos: olá, mãe real

O mais importante dessa história toda é que as mães já sabem que os estereótipos de perfeição e abnegação não as representam. E entender isso é essencial para que nós, publicitários, possamos criar campanhas reais, que dialogam de verdade com essas mulheres.

Isso é importante para criar uma relação verdadeira entre cliente e marca, estabelecendo as bases para fidelização do consumidor e fortalecimento do branding. Marcas precisam falar com pessoas. Pessoas precisam se sentir ouvidas. Essa troca é essencial para que a comunicação se converta, realmente, em negócio.

E qual é o caminho para gerar mais identificação com o público materno? O Google mapeou alguns dos temas que as mulheres gostariam de ver nas campanhas.




Dia das Mães:

O fazer publicitário, assim como todas as profissões que envolvem criatividade, exige reflexão constante. Para criar com efetividade, é preciso considerar contexto social, debates contemporâneos e visões de mundo.

Estamos avançando lentamente no diálogo com as novas mães, que pela primeira vez na história compartilham uma compreensão mais completa sobre todas as facetas da maternidade. E assim, já começamos a mudar os nossos discursos. Inclusive na Yayá.

Para desenvolver a nossa campanha interna de Dia das Mães, conversamos com quem mais entende do assunto: as mães que trabalham na agência. Foram vários depoimentos sobre a maternidade real, sem filtros, relatados por mulheres que se dividem entre os cuidados familiares e o trabalho, sem esquecer da própria feminilidade.

Confira o resultado dessa conversa nas nossas redes sociais: www.instagram.com/minhayaya
www.facebook.com/minhayaya